(11) 3030 4500

Ter a correta pressão dos pneus da bicicleta é algo muito importante para se chegar à melhor performance possível, seja na estrada como no triatlo ou em qualquer outra modalidade do ciclismo. Esse fator é, muitas vezes, negligenciado, prejudicando, assim, a sua experiência.

Ao atingir o ponto ideal da pressão dos pneus da bicicleta, o ciclista terá todo o conforto necessário para pedalar. A calibragem adequada permite que você pedale com maior segurança, mais rápido e de forma suave, evitando, assim, os quiques e a perda de tração. A sua bike irá absorver melhor as irregularidades do terreno.

“Verifique a pressão dos pneus da bicicleta regularmente. Cheque antes de cada viagem ou pelo menos uma vez por semana. Se você não fizer isso, a calibragem provavelmente estará errada na maior parte do tempo em que você estiver pedalando”, aconselha a revista “Bicycling“.

Ciclista para de pedalar para mostrar a correta pressão dos pneus da bicicleta

Pressão dos pneus da bicicleta deve ser checada regularmente

Psi e a correta pressão dos pneus da bicicleta

Psi é a forma abreviada do inglês pound force per square inch, ou libra-força por polegada quadrada. Trata-se da unidade de medida padrão nos Estados Unidos e é também a mais utilizada no Brasil quando o assunto é pressão dos pneus da bicicleta.

É fundamental que a calibragem respeite a máxima pressão recomendada pelo fabricante. Essa informação está, normalmente, na banda lateral do pneu – por isso, é importante ter um aferidor. Porém, você não deve atingir, necessariamente, esse número.

“Mais nem sempre é melhor. A pressão máxima listada na banda lateral é geralmente muito alta. Além disso, ela não leva em conta nenhum fator que influencia a pressão do pneu”, diz a “Bicycling”.

Na hora de calibrar, considere alguns fatores, como o tipo e o tamanho do pneu: os mais estreitos necessitam de uma pressão maior em relação aos mais largos, por exemplo.

Pneu de uma bicicleta exposta na loja da Bicicletaria Faria Lima

Os pneus mais estreitos necessitam de uma pressão maior em relação aos mais largos

O peso do ciclista também deve ser lembrado: quanto mais pesado, maior a pressão. De acordo com a “Bicycling”, se um ciclista de 75 kg usa 100 psi em sua bicicleta de estrada, um de 90 kg deve colocar em torno de 120 psi de pressão em seus pneus, enquanto um de 60 kg deve pôr algo em torno de 80 psi – nas mountain bikes, é mais comum se usar entre 35 e 65 psi.

A modalidade que você vai praticar e as condições do terreno são outros dois fatores a serem considerados no momento da calibragem. Em um pavimento novo, os pneus podem se sair bem com 100 psi, mas em uma estrada difícil, talvez seja melhor andar com 90 psi.

A marca “Vittoria” disponibiliza uma ferramenta em que é possível calcular a melhor pressão dos pneus que você usará. É possível acessá-la tanto pelo site da empresa (aqui) como baixar um aplicativo pelo celular.

Detalhe do pneu de uma bicicleta exposta na loja da Bicicletaria Faria Lima

Quanto mais cheio o pneu estiver, mais rápido ele andará

Nem murcho nem muita pressão

Deve-se levar em conta que um pneu muito murcho estará mais propenso a furar e a ter o que no meio ciclístico é mais conhecido como “snake bite” (mordida de cobra, na tradução livre), que é o furo duplo na câmara de ar causado pelo impacto do aro contra a câmara. Por outro lado, o excesso de pressão dos pneus da bicicleta faz com que a bike perca contato com o solo em curvas e em trechos irregulares, podendo causar um acidente.

Quanto mais cheio o pneu estiver, mais rápido ele andará. Entretanto, perderá aderência e deixará o ciclista mais desconfortável. Em contrapartida, quanto mais vazio, mais devagar você conseguirá pedalar e o pneu pode até sair do aro em curvas. Portanto, é importante ficar atento a esses detalhes.

Equilíbrio

Simplesmente inflar os pneus dianteiros e traseiros de forma idêntica é um erro. O fundamental é encontrar um equilíbrio, porque o peso que você coloca na parte frontal da bicicleta não é o mesmo que se põe atrás.

Portanto, esteja sempre atento a esse fator e faça testes para chegar à melhor conclusão, pois cada um possui um estilo diferente e preferido de pedalar.